O mercado do jornalismo na era do marketing digital

Com a expansão do marketing digital surgiram novas necessidades e também oportunidades de desenvolvimento profissional 

Izabela Solano [1]

Edilaine Felix [2]

O modelo de jornalismo que conhecemos está passando por uma grande transformação. Com tantas mudanças acontecendo e a expansão cada vez maior do mercado digital, temos visto a obsolescência e extinção de muitas profissões (o que é natural em um mundo em desenvolvimento). Por outro lado, foram surgindo novos modelos de negócio que ressignificaram as funções dos profissionais de redação, de assessoria de imprensa e de outras áreas da comunicação.

Com a expansão do marketing digital foram surgindo novas necessidades e também oportunidades de desenvolvimento profissional para o jornalista. O profissional pode atuar com técnicas já conhecidas do jornalismo tradicional como saber elaborar um bom texto, realizar uma boa apuração, além de ser sucinto, objetivo e usar de multimidialidade, habilidades do jornalismo digital.

Funções jornalísticas no Marketing digital

Técnicas de SEO – No marketing digital, produzir conteúdo é essencial. Mas, para que a informação alcance relevância, é preciso otimizar o texto para os mecanismos de buscas, ou seja, utilizar as técnicas de SEO (Search Engine Optimization): um grupo de estratégias para posicionar bem um conteúdo, de forma orgânica, nos sites de busca. Entre as estratégias, coloque as informações principais no início do texto (o famoso lead), utilize sinônimos, palavras-chave (objetividade), técnicas de persuasão e escrita, entre outras. Nada que um bom jornalista não faça desde a faculdade, não é mesmo?

Marketing de conteúdo (Content Marketing) – A maioria das empresas já trabalha com marketing de conteúdo e uma das saídas para os profissionais que querem crescer profissionalmente no mercado da mídia é a redação. Para essa função é preciso ter habilidades em produzir um bom texto, com informação relevante e um título criativo Conhecer essas habilidades é importante ao concorrer a uma vaga de emprego, um freelancer ou até mesmo montar seu próprio negócio.

Copywriting – Guiar. Essa é a função do jornalista copywriting. Com seu texto, seu público-alvo é convencido que necessita de algo, seja um produto, um serviço ou até mesmo um conceito. Seu principal trabalho é produzir textos com “gatilhos”, para conduzir o comportamento de sua audiência na tomada de decisão. O profissional com habilidade em texto persuasivo (também conhecida como retórica), se daria bem na produção de slogans, posts, e-books, e-mails, landing pages e releases para o digital. .

Social Media – A internet tende a se tornar cada vez mais especializada e cabe a esses profissionais trabalhar a imagem de uma empresa ou marca nas redes sociais. Sua atuação é direcionada às mídias (sites, blogs, redes de pesquisa) e redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn e YouTube). Esse profissional é o responsável por planejar, levantar pautas, criar conteúdo, elaborar anúncios, analisar métricas, monitorar e interagir com usuários. Podemos compará-lo ao repórter, pois está constantemente produzindo conteúdo como posts, boas pautas e textos objetivos.

Inbound Marketing – Aqui a qualidade vale mais que a quantidade. O jornalista tem fontes e contatos para diversas áreas, por isso, os assessores de comunicação e imprensa são os profissionais mais indicados para o inbound marketing. A produção de conteúdo, em content marketing, tem um viés informativo ou educativo, mas com foco total na “persona” com quem uma empresa deseja dialogar.

Jornalismo de dados – Uma das funções mais tradicionais do jornalismo não poderia ficar de fora do marketing digital: a apuração. Produzir conteúdo através da coleta de dados relevantes é uma qualidade que pode se destacar nesse mercado. Utilizar ferramentas de Big Data e People Analytics já é uma realidade nas redações dos jornais e grandes sites. O profissional coleta, filtra e analisa os dados armazenados (que, nem sempre são apenas números) e faz as relações necessárias para encontrar informações importantes em meio a tanto “entulho”. Fazer uma boa apuração é saber fazer a leitura desses dados para produzir um material direcionado ao seu público.

Agora que já conhece um pouco mais sobre as funções do jornalismo dentro do marketing digital, não precisa se sentir tão inseguro com o mercado ao sair da faculdade. Faça alguns cursos sobre as estratégias de marketing digital (tem vários gratuitos), aprimore suas habilidades jornalísticas e descubra o que esse mercado pode oferecer a você.

 

[1] Aluna do oitavo semestre do curso de Jornalismo. Estagiária da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s