41º Prêmio Vladimir Herzog homenageia e prestigia profissionais por seus trabalhos em prol dos Direitos Humanos e da Democracia

O evento ocorreu nesta quinta-feira (24) no Tuca Arena e contou com a presença de autoridades e nomes renomados da categoria

Texto, fotos e montagem: Maria Carolina [1]

Carla Tôzo [2]

 

Desde sua primeira edição, em 1979, o Prêmio Vladimir Herzog tem mobilizado diversos profissionais, de veículos tradicionais e independentes, a criarem conteúdos jornalísticos voltados a luta dos Direitos Humanos e da Democracia. Além disso, também é uma forma de homenagear o jornalista que dá o nome ao prêmio, que foi preso pela ditadura civil-militar, torturado e morto em 25 de outubro de 1975 nas dependências do DOICodi, em São Paulo.

Nesta edição, houve um recorde de inscrições: foram 692 produções, que foram avaliadas por 33 jurados convidados em seis categorias: Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Produção jornalística em texto, Produção jornalística em vídeo, Produção jornalística em áudio e Produção jornalística em multimídia. O resultado foi divulgado em 27 de outubro, durante sessão pública na Câmara Municipal de São Paulo.

Os homenageados

Os jornalistas Patrícia Campos Mello (Folha de São Paulo) e Glenn Greenwald (The Intercept Brasil) receberam o Prêmio Especial Vladimir Herzog, assim como Hermínio Sacchetta (in memoriam), um dos grandes nomes das antigas redações. Os escolhidos são figuras com atuação de destaque, principalmente associadas a Democracia, Paz e Justiça.

Greenwald, que recentemente teve seu nome midiatizado pela série de reportagens intituladas Vaza Jato, se mostrou emocionado pela homenagem. “A causa que o Vladimir lutou e ao qual se sacrificou, agora também é a minha. Nunca quero sair deste país. Irei permanecer aqui para defender os valores da igualdade, da diversidade e além de tudo, da democracia brasileira”.

Após represálias na internet por conta da matéria em que revelou o esquema de empresas de marketing que dispararam mensagens em massa contra o Partido dos Trabalhadores (PT) por meio do aplicativo WhatsApp durante as eleições de 2018, a jornalista Patrícia Campos Mello ressaltou a problemática relação de misoginia em relação à política e o jornalismo. “Desde o ano passado venho sendo alvo destas intimidações. Não sou a primeira e nem serei a última”. E complementa. “É importante não normalizar isso. O que está acontecendo não é crítica e sim uma violência”, diz.

Os trabalhos vencedores

O julgamento dos trabalhos percorreu duas etapas: a primeira por seleção, que vieram de várias partes do Brasil. A segunda foi de premiação, formada por dirigentes e representantes das entidades organizadoras. Abaixo, segue a lista oficial dos vencedores deste ano:

Vencedor na categoria “Arte”

Título: Tira

Veículo: Portal Leia Já – Recife/PE

Integrante(s): Nathallia Santos Fonseca, Eduardo Nascimento, Roberta Veras.

Menção honrosa

Título: Edição Ilustrada de 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Veículo: Revista Continente – Recife/PE

Integrante(s): Celso Hartkopf Lopes Filho, João Lin, Laura Pascoal, Marília Feldhues, Mascaro, Maurício Nunes, Mello, Priscila Lins, Raoni Assis, Raul Luna, Raul Souza, Rodrigo Gafa, Roger Vieira, Simone Mendes, Thales Molina, Wictor Outro, Bia Melo, Biarritzzz, Catarina Dee Jah, Celso Filho, Clara Moreira, Clara Nogueira, Clara Simas, Eduardo Nóbrega, Felipe Vaz, Guilherme Moraes, Hana Luzia, Ianah, Isabela Stampanoni, Isabella Alves, Joana Liberal, Janio Santos, Hermano Ramos, André Valença, Arthur Braga, Raul Souza.

 

Vencedor na categoria “Fotografia”

Título: Exército detém dez militares ligados a assassinato de músico no Rio

Veículo: El País – Rio de Janeiro/RJ

Integrante(s): Fabio Alarico Teixeira.

Menção Honrosa

Título: Direito a Moradia

Veículo: Jornal Diário do Nordeste – Fortaleza/CE

Integrante(s): Fabiane de Paula Souza.

 

Vencedor na categoria “Áudio”

Título: LGBTfobia: Medo de quê?

Veículo: Rádio CBN – São Paulo/SP

Integrante(s): Gabriela Viana dos Santos Dayube, Lucas Soares, Claudio Antonio, Caroline Tamassia, Luiz Nascimento.

Menção Honrosa

Título: Chico Mendes, a voz que não cala

Veículo: Brasil de Fato – São Paulo/SP

Integrante(s): Sarah Oliveira Fernandes e Danilo Ramos.

 

Vencedor na categoria “Multimídia”

Título: Sem direitos: o rosto da exclusão social no Brasil

Veículo: Projeto Colabora – Rio de Janeiro/RJ

Integrante(s): Adriana Barsotti Vieira.

Menção Honrosa

Título: Segunda chance

Veículo: JC Online – Recife/PE

Integrante(s): Maryna Moraes, PH Correia, Leonardo Vasconcelos, Felipe Ribeiro, Guilherme Castro, Eduardo Mafra, Danilo Souto Maior.

 

Vencedor na categoria “Texto”

Título: Matança da PM em Milagres e a invenção da resistência

Veículo: Diário do Nordeste – Fortaleza/CE

Integrante(s): Antônio Melquíades Júnior, Messias Vasconcelos Borges, Emerson Rodrigues da Silva, Kílvia Muniz Silveira, Creuza Amorim Pitombeira, Thiago Gadelha, João Lucas Rosa, Abrahan Lincoln de Souza, Raimundo César Benevides.

Menção Honrosa

Título: O meio ambiente como estorvo

Veículo: Piauí – Rio de Janeiro/RJ

Integrante(s): Bernardo Esteves Gonçalves da Costa.

 

Vencedor na categoria “Vídeo”

Título: 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos – conquistas e fracassos

Veículo: TV Globo – São Paulo/SP

Integrante(s): Betina Anton, Renata Ribeiro, Rodrigo Alvarez, Ilze Scamparini, Carlos Gil, Tiago Eltz, Rômulo Nunes, Adejair Graciano, Cláudio Perricelli, Gabriel Larangeira, Diogo Dubiella, Marcos Aidar, Kunihiro Otsuka, Fabio Sermonti, Mario Câmera, Felippe Coaglio, Franklin Feitosa, Maurizio Della Constanza, Chris Kosta, Jeferson Ferreira

Menção Honrosa

Título: O Paciente Invisível

Veículo: TV Brasil – São Paulo/SP

Integrante(s): Aline Beckstein, Bianca Vasconcellos, Thaís Rosa, Paula Abritta, Eduardo Viné Boldt, William Sales, Jefferson Pastori, João Marcos Barboza, Maikon Matuyama, Rodger Kenzo, Adriana Vanin, Lucas Souza Pinto, Caio Araújo, Ivan Meira, João Batista Lima, Wladimir Ortega.

Para conferir os trabalhos na íntegra, visite o site oficial da premiação. (http://premiovladimirherzog.org/trabalhos-premiados/)

PREMIOS
Troféus

Jovens jornalistas

Na mesma noite, também ocorreu a entrega do 11º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão. O tema desta edição foi “A face humana dos movimentos imigratórios e de refúgio e seus reflexos na sociedade brasileira” e na categoria especial “Trabalho infantil na indústria da moda”. Ao todo foram 146 estudantes de graduação e 78 professores de 62 diferentes Instituições de Ensino Superior localizadas em 21 estados mais o Distrito Federal.

[1] Aluna do quinto semestre do curso de Jornalismo. Monitora da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[3] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s