Representatividade, comunicação esportiva e política são temas de destaque nesta sexta-feira

Variedade de temas levam alunos para a última manhã de oficinas no FIAM-FAAM

Por Henrique Kovalek [1]

Edilaine Felix [2]

Na  manhã de sexta-feira, último dia da Semana da Comunicação 2019, Roberta Maria de Pádua esteve conversando com alunos sobre “Organizações plurais: desafios da comunicação dentro de um contexto polêmico”. Comunicadora e produtora de conteúdo ela falou sobre representatividade na comunicação e relembrou quando trabalhou na produção da São Paulo Fashion Week deste ano e do orgulho de ser uma trans produzindo um evento desta proporção.

Falando sobre o mercado de trabalho para transgêneros, relata que, infelizmente, muitas não têm oportunidades e se envolvem com prostituição. “Não que seja um problema. O problema é quando isso é a única opção.” A convidada diz que muitas estão trabalhando nas áreas de núcleo artístico e que não é comum ver pessoas trans trabalhando em uma empresa, num ambiente formal. “A sociedade ainda é muito engessada para que possa receber uma profissional trans.”

UM_thumbnail
Roberta Maria de Pádua (de branco) conversa com alunos sobre os desafios da comunicação (crédito: Barbara Cocurullo)

Roberta complementa que estamos em um processo de transição de eras, uma quebra de valores e divisão de núcleos e completa: “Essa revolução de gênero vem graças a novos modelos de comunicação”

Comunicação esportiva

Gerente de comunicação do Corinthians, Tiago Oliveira comentou sobre a interação da torcida nas redes sociais. Ele conta que por meio de softwares é feita uma análise nas interações dos usuários e que isso auxilia na formação de novos meios de se comunicar que sejam atrativas para o público corintiano.

Quanto a concepção de um novo site, atribuir uma nova identidade visual, Thiago comentou sobre os processos de idealização do layout e da funcionalidade. “O desafio é fazer com que seja o mais atraente possível” e comentando sobre a elaboração de cores para o site o convidado brincou: “Temos algumas limitações.Verde nunca”.

Ele também pontuou sobre as exigências do mercado de trabalho para um profissional da comunicação, por conta das tecnologias atuais, e enfatizou que independentemente de novas ferramentas tecnológicas, um bom profissional deve saber escrever bem, ler muito e correr atrás de novos aprendizados.

Mais assuntos

O papel do assessor de imprensa na política foi pautado pela convidada Luciana Feldman, que auxiliou os alunos a lidar com o jornalismo no cenário político.

DOIS_thumbnail
Luciana Feldman conversa sobre o papel do assessor de imprensa na política (credito: Barbara Cocurullo)

Ainda pela manhã, Fabíola Tarapanoff, professora da FIAM-FAAM e escritora, palestrou, com os monitores do Necult sobre filmes relacionados com o ambiente profissional do jornalista. Fabíola também estava lançando o livro  “Jornalistas no cinema” . Desigualdade social na telenovela também foi assunto de debate pela professora Rosana Mauro, refletindo o papel de personagens negros e brancos nas obras de ficção.

 

A 9ª Semana de Comunicação ocorre até o dia 25/10, nos campi Ana Rosa, Liberdade e Morumbi, nos períodos da manhã e da noite. Confira a programação completa no 9ª Semana da Comunicação.

 

[1] Aluno do segundo semestre do curso de Jornalismo. Monitor da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s