Fake news, estratégia de mídia e TCC de sucesso são atividades da segunda noite da 9ª Semana de Comunicação

Por Felipe Aranda [1]

Carla Tôzo [2]

As atividades da 9ª Semana de Comunicação do FIAM-FAAM continuam. Na segunda noite, os alunos no Campus Ana Rosa tiveram a oportunidade de presenciar mestres e convidados debatendo sobre temas como fake news e estratégia integrada de mídia, saúde sexual de lésbicas e bissexuais.

ivan
Ivan Paganotti, professor do Mestrado Profissional em Jornalismo do FIAM-FAAM e doutor pela Universidade de São Paulo. (crédito: Lais Fiocchi)

Batendo de frente com a fake news

 O jornalismo que em sua essência preza pela clareza dos fatos, encontrou nos últimos anos um grande inimigo: a fake news. O termo, contraditório para alguns profissionais da área, é dado para notícias falsas, ou seja, textos escritos no gênero informativo que não apresentam autenticidade e circulam para influenciar a massa desinformada. Para Ivan Paganotti, professor do Mestrado Profissional em Jornalismo do FIAM-FAAM e doutor pela Universidade de São Paulo (USP), alguns pontos como a mídia desconhecida, fonte da informação genérica (quando em nenhum momento fica transparente a origem do furo), circunstâncias divergentes onde os fatos ocorreram, autoria e créditos anônimos, erros gramaticais, além do fato em si não ser encontrado em grandes mídias, são indicadores de uma fake news. “Em vez de fazer todo esse malabarismo, você pode procurar em sites que fazem esse procedimento que nós chamamos de checagem de fatos, no inglês, fact-checking”, explica o professor. Sites como Aos Fatos e Me Engana que Eu Posto, da VEJA, são exemplos desse trabalho.

livia
A professora do curso de Publicidade e Propaganda do FIAM-FAAM, Lívia Silva de Souza (crédito: Felipe Aranda)

Transmídia é tendência na publicidade e propaganda

Um negócio não sobrevive sem cair no gosto dos consumidores. Para atrair cada vez mais público, marcas renovam sua imagem e inovam na publicidade. A professora do curso de Publicidade e Propaganda do FIAM-FAAM, Lívia Silva de Souza, abordou a estratégia integrada de mídia como saída para essa necessidade e de que maneira os seus três conceitos devem ser aplicados:

  • Paid (pago): É a grande mídia com o maior alcance;
  • Owned (próprio): São as mídias da própria marca. O alcance é menor, mas o espaço para debate é maior;
  • Earned (espontâneo): É o público descobrindo, engajando e disseminando uma peça publicitária sem intermédio da marca.

A transmídia acontece quando uma história (propaganda) começa em uma mídia e continua em outra. O resultado dessa peça é a alta interação do público e um grande retorno de mídia earned, ou espontânea, que não gera custos para a marca. O sucesso dessa estratégia é maior entre marcas já comuns ao público. “É integrar não só a abordagem mais tradicional de mídia, que é a mídia paga, mas usando os seus canais próprios (da marca) como mídia e dando aquela empurradinha para gerar mídia espontânea. O transmídia nada mais é do que você contar uma história que atravessa diferentes canais, uma completando a outra e adaptada para diferentes mídias”, conta a professora.

livro1
Larissa Darc apresenta seu livro “Vem cá: vamos conversar sobre a saúde sexual de lésbicas e bissexuais” (crédito: Felipe Aranda)

Saúde sexual de lésbicas e bissexuais: do TCC para o mundo

Larissa Darc tem 21 anos e é jornalista formada pelas Faculdades Integradas Rio Branco. Como trabalho de conclusão de curso decidiu fazer um livro reportagem sobre as dificuldades que lésbicas e bissexuais enfrentam no atendimento à saúde, além de debater sobre IST, prazer feminino e outros temas. O resultado foi o “Vem cá: vamos conversar sobre a saúde sexual de lésbicas e bissexuais”. A convite da Atlética Galoco do FIAM-FAAM, a jornalista contou os desafios na produção do seu livro e também em todo o reconhecimento obtido. Para ela, foi fundamental a ajuda que obteve de pessoas que se interessaram pelo seu trabalho e contribuíram em várias etapas como diagramação e revisão. “É muito importante vocês fazerem contatos, pegar um dia e bater papo com as pessoas e se envolverem em projetos que vocês acreditam”. O networking criado pela jornalista entre colegas da faculdade e da mídia, posteriormente ajudou na divulgação do seu trabalho. Grandes lugares como o Blog Mural da Folha de S.Paulo, Portal Imprensa e Rádio Globo noticiaram o Vem cá em suas plataformas, fazendo com que a popularidade rendesse à Larissa o terceiro lançamento da sua obra.

lousa
(crédito: Lais Fiocchi)

A conversa também conscientizou os alunos quanto a importância do que produzem na instituição, em especial o trabalho de conclusão de curso, que é a carta de apresentação para o mundo profissional. “Eu fui em lugares que nunca imaginei que iria, fui ouvida por pessoas que eu nunca imaginei que seria”, finaliza.

A 9ª Semana de Comunicação ocorre até o dia 25/10, nos campi Ana Rosa, Liberdade e Morumbi, nos períodos da manhã e da noite. Confira a programação completa no 9ª Semana da Comunicação.

[1] Aluno do sexto semestre do curso de Jornalismo. Monitor da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.