Capacitadores mostram como criar um plano de advocacy

Profissionais compartilham dicas de como construir um sólido plano de advocacy e como tais ações contribuem para o avanço das políticas públicas

Por Leonardo César [1]

Edilaine Felix [2]

“Democracia é um processo.” É com essa frase que Daniela Castro, advogada e fundadora da Impacta Advocacy começa a mesa que discutiu como planejar um plano de advocacy que traga resultados. Um plano de advocacy é um guia para tomada de decisões e articulação de ações a serem tomadas com o objetivo de gerar impacto social. Para se ter um efetivo impacto social é preciso, como Daniela ressaltou, o desenvolvimento de uma ação direta e o plano propriamente dito.

A discussão ressaltou que no cenário atual, muitas ações não saem do papel por diversos entraves, sejam eles políticos, estruturais, falta de gestão ou incapacidade de governança. Tais problemas podem ser identificados numa análise inicial, à qual Castro define como a investigação da causa raiz. Mesmo com esse passo sendo realizado, muitas ações acabam se extinguindo durante seu processo por não haver um planejamento prévio das decisões a serem tomadas. Em um primeiro momento, o profissional deve mapear e planejar, a fim de diminuir riscos e gasto, algo que desperdiça milhões anualmente no Brasil. Um planejamento de advocacy deve guiar o profissional e determinar os passos a serem dados e, ainda assim, ser flexível e revisado constantemente.

As ações de advocacy muitas vezes fazem uma interlocução entre a sociedade civil e o meio jurídico, que possui as competências necessárias para gerar uma mudança política efetiva. “Alguns escritórios atuam ajudando movimentos a acessarem o sistema jurídico. […] Há hoje muitos advogados atuando em organizações, nacionais e internacionais, na defesa de causas”, diz Daniela Castro. Para ela, o profissional deste campo torna-se valioso à medida que ele conhece as leis e transita neste sistema, sendo assim, uma peça-chave para o avanço na causa das políticas públicas.

Engajamento

No segundo momento da conversa, Leandro Machado, cientista político e fundador da CAUSE, consultoria especializada em gestão de causas, discorreu sobre a importância do engajamento nas ações de advocacy.

MESA 2 (7)
Leandro Machado, cientista político e fundador da CAUSE (crédtio: Leonardo César)

Machado ressaltou os primeiros passos a serem dados ao criar plano de advocacy: “o advocacy precisa ser planejado. Ele não é uma ação, é um conjunto de ações de comunicação e de pressão, que articuladas e juntas geram um determinado resultado. É um método, de longo prazo”, diz ele. Tal ponto foi um dos principais levantamentos da discussão, que mostrou como as tecnologias modificaram a forma de atingir o público e traze-lo para participar efetivamente das ações.

Além disso, há uma série de fatores que interferem no resultado de engajamento do público. Assim como as propagandas, ações utilizam-se de elementos como as sensações de desejo, pertencimento, empatia e outros que induzem o público a querer tomar alguma inciativa perante a chamada à ação. Inciativas como a Run 4 Water e a Follow The Frog utilizam estes elementos, exercendo sobre o público um poder de influência, capaz de criar um maior engajamento e consequentemente, um resultado mais sólido.

A mesa “Como criar um plano de advocacy” faz parte da 1ª Conferência Nacional de Advocacy, realizada nos dias 9 e 10 de setembro. O evento é uma realização da ACT Promoção da Saúde, Advocacy Hub, Pacto pela Democracia e Rede de Advocacy Colaborativo, em parceria com a FMU e a Rede Justiça Criminal.

 

[1] Aluno do oitavo semestre do curso de Jornalismo. Estagiário da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s