Comunicação interna e diversidade são debatidos nesta manhã de quinta-feira

Na conversa, alunos também puderam aprender mais sobre funções de um profissional de RP na atualidade

Texto: Leonardo Sales  [1]

Carla Tôzo [2]

A mesa desta manhã de quinta-feira (9/5) contou com as presenças de Thatiana Faria (Comerc Energia), Henrique Andrade (Dafiti) Vinicius Riqueto (Cargill) e Raissa Bittar (Cosan) que debateram sobre comunicação interna nas empresas e a importância da diversidade e inclusão no mercado de trabalho.

fotro 1

Responsável pela comunicação corporativa da Comerc Energia, Thatiana revelou que já esteve em diversas empresas e que isso lhe deu uma visão ampla de como se trabalhar em comunicação e aconselhou os estudantes a se jogarem nas oportunidades que surgirem. Além disso, a especialista falou sobre os desafios que enfrentou ao entrar para a Comerc. “Eu cheguei na Comerc com a missão de cuidar da área de comunicação corporativa. Normalmente nas empresas, a área da comunicação externa precisa de desenvolvimento pois a interna já está consolidada, no nosso caso foi o contrário”, diz.

Henrique Andrade é coordenador de comunicação para a América Latina no Dafiti Group e explicou que a comunicação interna antigamente era o “patinho feio” da comunicação, mas quem vem evoluindo bastante nos últimos anos e crescendo cada vez mais em relevância. Henrique ressaltou também que é o criador do grupo LGBT na Dafiti. “Tenho muito orgulho de ter criado o grupo e também lidero estratégia de grupos de afinidades como pcd, afro, mulheres e LGBT”.

interna 2

Já Vinicius Riqueto da Cargill deu ênfase à inclusão e diversidade dentro das organizações. Segundo ele, o papel do Relações Públicas na temática de inclusão e diversidade é do diálogo e mediação com as pessoas, incluindo as que possuem opiniões distintas. Isso por nem todos concordam com essas temáticas e que é importante saber dialogar com pessoas que tiveram criações diferentes para que entendam o contexto.

Raissa Bittar da Cosan abordou um dos principais erros que os profissionais cometem na comunicação interna. “Quando a gente está estudando comunicação a gente aprende que se pode utilizar diversos canais para falar com os funcionários, mas se isso não for estratégico e não atingir aonde você quer chegar ou o público, não vai funcionar”.

WhatsApp Image 2019-05-09 at 16.14.23

Por fim, a estudante do quinto semestre de RP, Rafaela Fontes, disse que o grande aprendizado da palestra foi sobre a comunicação interna, principalmente de como levá-la ao público empresarial e que pretende voltar sua carreira futuramente para o ramo mercadológico.

1] Aluno do sétimo semestre do curso Jornalismo e estagiário da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s