Em palestra, profissionais falam sobre os novos mercados do rádio

Os novos mercados do rádio foi tema de mesa da III Semana de Rádio e TV, Audiovisual e Multimídia, que teve Ricardo Gandour e Greice Matos 

Texto: Gisele Sousa [1]

Vídeo: Mariana Marin Rotelli [2]

Edilaine Felix [3]

Como o tema “Rádio e novos mercados” o debate de segunda-feira, dia 22 de abril, à noite, da  III Semana de Rádio e TV, Audiovisual e Multimídia, contou com a presença do  diretor executivo da Rádio CBN, Ricardo Gandour, a profissional de Inteligência de Mercado da CBN, Greice Matos, e mediação do professor Henrique Bartkevicius.

Para Gandour, que trabalhou durante muitos anos em veículos impressos, o rádio é uma mídia que se reinventou e renasceu, justamente pela facilidade de ser consumido enquanto se realiza outra atividade ao mesmo tempo.

Segundo ele, é fato que as pessoas estão consumindo internet cada vez mais, entretanto, ainda usa-se bastante as mídias tradicionais, entre elas o próprio rádio, que durante muito tempo sofreu com os rumores de que seria uma mídia prestes a acabar, devido a massificação das imagens.  Segundo dados da Kantar Ibope Media, 86% da população brasileira ouve rádio.

“O rádio também sempre foi muito interativo e online, e é mais ágil que a internet, acho que é por isso que se mantém muito vivo e muito vibrante na vida das pessoas”, diz Gandour, que complementa: “as transmissões de rádio por redes sociais quebrou um pouco o encanto, já que agora é possível ver o locutor, entretanto, o áudio e o rádio seguem mais vivos do que nunca”.

A especialista em inteligência de mercado, Greice Ramos diz a programação passa por variações no decorrer do dia, baseada no público ouvinte. “O período da manhã é o horário de maior pico para a audiência no rádio, especialmente quando se trata de programa de notícias, a tarde tentamos trabalhar com uma programação mais leve. Esta é uma das estratégias que a gente vai aplicando para aprimorar a programação.”

mesa radio 2
Alunos lotam auditório na III Semana de Rádio e TV, Audiovisual e Multimídia

Em ascensão, os podcasts estão no radar dos profissionais de rádio e audiovisual, no entanto, Greice lembra que uma das barreiras para a mídia é o fato de nem todos terem acesso à internet de qualidade. “Podcast é uma mídia jovem que foi criada em 2004 e ainda está se popularizando. O problema de sua popularização não está na produção de conteúdo, mas sim no acesso, devido as despesas que as pessoas têm com internet, limitando o público consumidor deste tipo de produto.”

Greice salienta que para estar preparado aos novos caminhos do mercado o profissional da comunicação deve sempre estar atento às tendências, no que está acontecendo neste momento e no que está por vir. “A tendência não necessariamente é algo muito longe, às vezes está próximo de nós. Hoje temos novas mídias chegando, portanto, todo profissional de comunicação tem que estar por dentro disso.”

Confira o vídeo do primeiro dia da Semana de Rádio e TV, Audiovisual e Multimídia

 

[1] Aluna do sexto semestre do curso de Rádio e TV e monitora da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[2] Aluna do sexto oitavo semestre do curso de Jornalismo e estagiária da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[3] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s