O futuro das produções de cinema é debatido na abertura da Semana de Rádio e TV, Audiovisual e Multimídia

“Um dos dilemas dos produtores de cinema é ter dúvidas se alguém vai assistir ou não seu filme”, questiona um dos convidados Silvio Soledad

Por Daniel Gomes [1]

Vídeo: Mariana Marin Rotelli [2]

Edilaine Felix [3]

Teve início na manhã desta segunda, 22 de abril, a III Semana de Rádio e TV, Audiovisual e Multimídia da FIAMFAAM, com o tema “ Qual o meu lugar no mercado audiovisual? ”. O coordenador dos cursos, Fernando Leme, convida alunos e ex-alunos para participarem e discutirem a entrada no mercado de trabalho audiovisual ainda na faculdade.

O tema “Políticas de fomento ao audiovisual” foi discutido pelos convidados da primeira mesa, Gabriela Andrietta, pesquisadora de políticas culturais, e Silvio Soledad, consultor de gestão audiovisual.

_DSC0028
Gabriela Andrietta (crédito: Ricardo Negrathia)

Para a Gabriela, as perspectivas do mercado são bastantes otimistas para os próximos anos. “Temos uma estrutura formada por cineastas, produtores e de salas de cinema que tem uma programação diversificada de filmes e que possibilitam a continuidade do mercado”, diz.

Por sua vez, Silvio Soledad relata que o mercado de trabalho audiovisual, mesmo com 20 anos de indústria, ainda se encontra em constante crescimento, devido a falta de bons profissionais. Para conseguir se colocar neste mercado, o consultor orienta: “estude muito. O cinema é feito de repertório, portanto é importante buscar sempre o conhecimento”.

_DSC0041
Silvio Soledad (crédito: Ricardo Negrathia)

Semana tem mostra de filmes

Durante toda a Semana, antes das palestras haverá exibição de filmes de cineastas convidados e de alunos. Na manhã de hoje, foram apresentados os documentários “2038”, das alunas do 7º semestre do curso de Rádio e TV do FIAMFAAM, Jéssica de Assis e Heloisa Maria, com o tema feminismo, o doc apresenta uma visão das mulheres 20 anos depois de uma revolução feminista. O documentário tem o desafio de mostrar como seria para as mulheres, no ano 2038, não passar por situações que como as vividas nos dias de hoje.

“A cor do meu eu”, das alunas do 7º semestre de RTV, Caroline Santos e Larissa Oliveira, tem como tema a representatividade. O objetivo do documentário é mostrar a aceitação de jovens negros na sociedade.

Confira o vídeo dia dia 22 de abril

 

A III Semana de Rádio e TV, audiovisual e Multimídia segue até sexta-feira, dia 26 de abril, com mesas no período da manhã e noite no Auditório Nelson Carneiro, campus Liberdade.

[1,2] Alunos do oitavo semestre do curso de Jornalismo e estagiários da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s