EP de Travis Miller tem tom misterioso e obscuro

O rapper do underground expressa sua frustração com a indústria musical, utilizando trechos de outras músicas de hip-hop.

Por Gabriel Castilho [1]

Edilaine Felix [2]

 

Uneven Compromise é um EP lançado por Lil Ugly Mane (Travis Miller) em outubro de 2012 (apenas meses após o lançamento de seu álbum de estreia, Mista Thug Isolation) que consiste em um curto esquete e uma música de quase onze minutos, que pode ser dividida em quatro fases.

Desde o princípio, Miller envolve o EP em um tom misterioso e obscuro: melodias sinistras que remetem músicas para crianças, samples estranhos, letras exageradamente violentas e ameaçadoras, típicas do horrorcore. Cada elemento contribui para criar essa aura sombria que cerca a primeira fase.

O refrão hipnótico é repetido até chegarmos a uma colagem de som. Vários samples vocais e instrumentais criam uma nova atmosfera com uma perspectiva existencial… até que tudo isso se perde em uma nova colagem. Miller, que é um rapper do underground, expressa sua frustração com a indústria musical, utilizando trechos de outras músicas de hip-hop.

Na fase seguinte, a faixa inesperadamente se aproxima do hip-hop consciente. Ao contar uma história sobre um velho amigo seu, Ugly não deixa a desejar aos fãs de rappers como Kendrick Lamar. O ouvinte é preso em uma oscilante narrativa repleta de depravação e contada por meio de rimas precisas que cobrem uma batida ainda tão dinâmica, interessante e bem produzida quanto tudo ouvido até aqui.

Uma última passagem instrumental traz estática, loops, uma melodia macabra e um sample vocal extremamente curto. Tudo isso reflete o clima da história e de todo o EP (que acaba em uma parede de harsh noise): frio, tenebroso e misterioso.

Esse harsh noise no final, apesar de acrescentar à obscuridade do projeto, ainda parece ser um esforço exagerado e desnecessário para tornar o som inacessível e passar uma mensagem como “ei, isto é experimental!”. Obviamente, não é agradável de se ouvir e acaba sendo uma pequena mancha num EP que é extremamente consistente.

Com estrutura incomum, em menos de onze minutos Travis Miller consegue fundir diferentes subgêneros de hip-hop (sempre com uma pitada de influência do rap típico de Memphis), de forma criativa e inovadora.

Uneven Compromise é uma ruptura com vários parâmetros, principalmente o que esperar de Lil Ugly Mane e o que esperar do hip-hop em si. Do início ao fim, o disco permanece desafiador e intrigante. Violência se combina com melodias suaves, os contrastes se unem e, apesar de suas desavenças com a indústria, Travis Miller se solidifica como um dos artistas mais talentosos e promissores do hip-hop atual.

 

[1] Aluno do sexto semestre do curso de Jornalismo e estagiário da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s