#Curiosidades: 10 fatos que provavelmente você não sabe sobre o 11 de setembro

A data que chocou o mundo e marcou a história completa 17 anos nesta terça-feira

Por Gabriela Cristina [1]

Edilaine Felix [2]

Os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 tiveram como alvo o complexo de edifícios World Trade Center, em Nova York e o prédio do Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, localizada no Conrado de Arlington, na Virgínia. Quatro aviões sequestrados foram lançados: dois nos prédios do World Trade Center e um no Pentágono. O quarto avião caiu em uma área rural na Pensilvânia. Todos os ataques aconteceram em menos de duas horas e foram realizados pelo grupo terrorista al-Qaeda, liderado por Osama Bin Laden.

Cerca de 3 mil pessoas morreram e milhares ficaram feridas apenas nos prédios atingidos no World Trade Center. No Pentágono foram 125 mortes, 65 passageiros do avião, incluindo cinco sequestradores.

O avião que caiu na zona Rural da Pensilvânia deixou 44 passageiros mortos, incluindo os quatro sequestradores.

As Torres Gêmeas do WTC tinham 110 andares, 417 metros de altura e eram os prédios mais altos de nova York. No edifício haviam lojas e escritórios de 430 empresas nos quais trabalhavam mais de 50 mil pessoas. Atualmente, há um memorial dedicado às vítimas no local. Os parentes e amigos das vítimas colocam fotos e flores no local nos dias de aniversário dos que morreram nos atentados ao World Trade Center.

Dezessete anos após os ataques foi reaberta a Estação Cortlandt Street, da linha 1. A estação ficava debaixo das Torres Gêmeas e havia sido soterrada por escombros. Ela começou a ser reconstruída em 2015 e foi rebatizada de WTC Cortlandt.

Alguns fatos sobre esse dia ainda são desconhecidos por grande parte das pessoas. Por isso, listamos 10 curiosidades relacionadas ao dia 11 de setembro de 2001.

  1. Bin Laden e a al-Qaeda

Filho de um milionário, Osama Bin Laden nasceu em 10 de março de 1957 em Riade, na Arábia Saudita e começou a se envolver com política no final dos anos 1970, mas, para ele, política estava relacionada com armamento.

Em 1979, quando a União Soviética invadiu o Afeganistão, Bin Laden ajudou a combater os invasores. Já em 1989, os soviéticos deixaram o Afeganistão e Bin Laden era visto como um herói naquela região. Os afegãos enfrentaram a União Soviética com o apoio dos Estados Unidos, mas sua intenção era defender o islamismo, por isso, uniu vários grupos islâmicos e formou a al-Qaeda, com o objetivo de lutar por sua religião.

  1. Operação Bojinka

A Operação Bojinka foi um plano arquitetado por Khalid Sheikh Mohammed para assassinar o Papa João Paulo II em 15 de janeiro de 1995 em uma visita dele às Filipinas. Isso ocorreria por meio de uma explosão causada por um terrorista disfarçado de Padre que faria um ataque suicida.

Vendo que isso seria muito difícil, a Operação foi passando por diversos ajustes. Um deles seria a mudança de alvo: o novo alvo seria o então presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton. Também chegaram a ser alvos do plano locais como a Sede da CIA, a Casa Branca, o Pentágono e as Torres Gêmeas.

Além disso, também ocorreria a explosão de 11 aviões simultaneamente com a morte de cerca de 4.000 pessoas e um avião carregado de explosivos se chocaria com o quartel general da CIA e deixaria mais de centenas de mortos.

Mas esse plano faliu quando o terrorista Ramzi Yousef estava fazendo um experimento químico em seu apartamento nas Filipinas. Ele causou um incêndio acidentalmente e foi preso, assim tudo foi descoberto. A ideia da Operação Bojinka foi reaproveitada em outros ataques, mas principalmente nos do dia 11 de setembro de 2001.

  1. Ataque anterior no World Trade Center

Em 26 de fevereiro de 1993, o World Trade Center havia sido atacado por um carro bomba. A ação foi financiada pelo mesmo terrorista que planejou a Operação Bojinka e ocorreu no estacionamento de uma de suas torres, com a morte de 5 pessoas e mais de 300 feridas.

  1. Prejuízo econômico

Segundo um relatório divulgado pelo Banco Central Americano em 12 de novembro de 2002, os danos causados pelos ataques no World Trade Center custaram entre US$ 33 e US$ 36 bilhões.

O cálculo foi feito por meio da média de salário anual de um empregado do WTC considerando a idade e o tempo que faltava até a aposentadoria. Além disso, também foi incluído o custo para limpar os escombros do local.

  1. Teorias da conspiração

O que não faltou nos ataques de 11 de setembro foram teorias criadas pelas pessoas para explicar determinados acontecimentos desse dia. Uma delas é a de que o quarto avião, do voo 93 da United Airlines, que caiu na Pensilvânia teria sido derrubado por um míssil e se desintegrado no ar. Porém, de acordo com relatórios oficiais, há fotografias que mostram os destroços do avião, além de uma gravação de voz da cabine do piloto. Ambas comprovam que o avião fora derrubado por terroristas.

Além dessa, outra teoria muito famosa é a de que o ataque ao World Trade Center seria uma farsa. Argumentos como a maneira em que os prédios caíram e de que a construção resistiria aos aviões são usados por adeptos a essa teoria.

  1. O fogo e os escombros

A tragédia foi tão grande que os bombeiros só conseguiram apagar o fogo por completo 99 dias após a data dos ataques, no dia 19 de dezembro de 2001. Além disso, foi necessário cerca de 8 meses para remover os escombros causados pela catástrofe.

  1. Sobreviventes

Momentos após os ataques, pessoas tentaram escapar fugindo dos prédios do World Trade Center. Mas, das pessoas que estavam no prédio no momento da ação, apenas 20 saíram vivas.

  1. Um dos sobreviventes

Um dos sobreviventes estava próximo ao World Trade Center no momento dos ataques. Esse mesmo homem também sobreviveu ao ataque terrorista na casa de shows Bataclan, realizado pelo grupo extremista Estado Islâmico em Paris, França, em 13 de novembro de 2015.

Matthew, de 38 anos é um norte-americano que estava a caminho do trabalho na manhã de 11 de setembro de 2001. Já no ataque ao Bataclan, ele sobreviveu após ter levado um tiro e ter se fingido de morto até os atiradores se distraírem e ele conseguir fugir.

  1. Animais

Cerca de 300 cachorros participaram dos resgates às vítimas dos ataques às Torres Gêmeas do World Trade Center. Um dos animais que se tornou vítima do ataque foi o cão-farejador Sirius, labrador especializado em farejar explosivos. Sirius foi soterrado após o desabafamento de um dos prédios.

Além disso, dois cachorros salvaram as vidas de seus donos, ajudando-os a sair dos prédios após os ataques. Roselle, um cão-guia labrador amarelo, tirou seu dono do 78º andar e o deixou em um lugar seguro antes do prédio desabar. Dorado, outro cão guia, ajudou seu dono a descer do 71° andar. Os dois cães participaram de uma cerimônia de condecoração tempos após os atentados.

  1. Building 7

No mesmo dia, o Building 7, prédio de 47 andares também do World Trade Center, desabou após ser atingido por detritos causados pelos ataques nos outros dois prédios. Esses detritos causaram o incêndio e a queda da construção.

 

[1] Aluna do quarto semestre de Jornalismo e monitora da Agência Integrada de Comunicação (AICom)

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s