Morre a artista plástica Raquel Trindade

Nascida em Recife, a multiartista construiu sua carreira em Embu das Artes

Por Raisa Correia [1]

Carla Tôzo [2]

A artista plástica, dançarina e folclorista, Raquel Trindade, referência na cultura do país, principalmente com relação ao movimento negro, faleceu aos 81 anos na madrugada do dia 15. Ela não resistiu as complicações de uma cirurgia que realizou para desobstrução arterial.

Filha do poeta Solano Trindade, além de grande conhecedora da história e cultura afro-brasileira, Raquel fundou o Teatro Popular Solado Trindade e a Nação Kambinda de Maracatu. Também ministrava cursos e oficinas livres por todo o país, principalmente em Embu da Artes, onde residia e deu o pontapé inicial à sua arte.

O corpo de Raquel foi velado na sede do Teatro Popular Solano Trindade (Av. São Paulo, 176, Embu das Artes) e nesta segunda (16) ocorre um cortejo pelas ruas do centro histórico, em direção ao Cemitério do Rosário, onde acontece o sepultamento.

 

 

[1] Aluna do quinto semestre de Jornalismo e estagiária da Agência Integrada de Comunicação (AICom)

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s