A música e o jornalismo cultural

Reportagem: Marcelo Coelho, Tainá Balduino, Bruna Soares,  Alice Dias [1]

Vídeo: Rachel de Brito [2]

Nadini Lopes [3]

Adriana de Barros e Amanda Nogueira, jornalistas de cultura sobre música, conversaram com alunos sobre a vida e as dificuldades do cotidiano na redação

A terceira noite de palestras da II Semana de Jornalismo do FIAM-FAAM, trouxe à mesa duas grandes jornalistas culturais que fazem cobertura de música; a produtora e colunista do portal UOL, Amanda Nogueira e a repórter da Folha de São Paulo, Adriana de Barros. O debate foi mediado pelo professor do Mestrado Profissional, Ivan Paganotti.

Em duas horas de palestra, as convidadas abordaram temas recorrentes de suas rotinas e responderam as dúvidas que os alunos de Jornalismo tinham a respeito dessa editoria.

Amanda Nogueira, formada na Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, disse que no seu dia a dia é necessário fugir da mesmice e produzir matérias de qualidade. “No cotidiano, a gente tenta fugir da agenda e foca mais em reportagens” sobre a música. “Já em festivais, vamos aberto para o que acontecer lá. Temos que fazer uma organização prévia e planejar a escala, pesquisar os preços dos ingressos e observar as falhas de segurança”, complementa.

Formada pelo FIAM-FAAM, Adriana de Barros, contou que um dos desafios do jornalista é pensar além do que ele já sabe, sempre buscando mais informações sobre sua pauta. “O jornalista tem que sair da bolha em que vive e acabar com preconceitos. Não existe música de pobre ou de rico, música é música! Tudo é uma expressão, e de alguma forma mostra o momento em que estamos”.

Entusiasmados em conhecer melhor essa grande editoria, os alunos mostraram que ainda tem muito o que ser dito no Jornalismo Cultural, e iniciaram um debate com grandes questionamentos, como a influência que a imprensa tem na formação de gostos musicais.

Adriana foi enfática em sua declaração e afirmou que o papel do jornalista não é fazer o leitor gostar de uma música, e sim, fazer uma reportagem sobre ela, dar a notícia. Amanda concordou e pontuou que não se deve fazer publicidade nas matérias.

No fim da palestra, as repórteres deram alguns conselhos para os futuros comunicadores.

A II Semana de Jornalismo da FIAM-FAAM ocorre até o dia 6 de abril, com palestras de manhã (9h) e a noite (19h).

Confira a reportagem em vídeo:

 

[1] Os alunos são estagiários ou monitores da Agência Integrada de Comunicação (AICom)

[2] A aluna está no 5o semestre de jornalismo e é monitora da Agência Integrada de Comunicação.

[3] Nadini Lopes é professora da instituição e atua na agência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s