Observar pessoas é fundamental, diz publicitário

A violência e o humor de Tarantino, a linguagem literária, e o empreendedorismo foram temas das oficinas na noite de quinta-feira, dia 5 de outubro

Thillie Moreira [1]

Edilaine Felix [2]

Publicitário e amante da escrita, Márcio Rodrigues abriu a quarta noite da 7ª Semana de Comunicação do FIAM-FAAM no campus Morumbi. O supervisor de planejamento de redes sociais na FCB e autor do blog Um travesseiro para dois, é fascinado em observar o comportamento humano através das mídias e por isso decidiu escrever sobre relacionamentos e diferentes tipos de pessoas.

Rodrigues usou de muita descontração para falar para os estudantes que o exercício de observar as pessoas é fundamental. “Nós, comunicadores, precisamos conhecer o maior número de pessoas com estilos diferentes, comunicamos e vendemos marcas para vários públicos-alvo”.

Em sala

A noite no campus Morumbi também reuniu oficinas. A linguagem literária exploração do significante, ministrada pela professora Ana Tereza Pinto de Oliveira mostrou quais são as características do texto literário e não literário, como trabalhar com a poesia e com os aspectos sonoros que existem dentro de cada texto, além de como se desenvolve a metáfora dentro da poesia.

Com o objetivo de incentivar os alunos a abrir seu próprio negócio, o professor Fábio Pelicer mostra que para ser um empreendedor basta ter foco, força de vontade e boas ideias. “Para ser empreendedor não precisa nascer um, não precisa nascer em berço de ouro”.

O professor mostrou aos alunos que é possível ir além do empreendedorismo e se tornar um intraempreendedor, que é alguém que continua sendo funcionário ou colaborador de empresa e pensa em se tornar gerente, diretor, CEO e levar resultados para o negócio, com “espírito de dono”.

Jogos e Tarantino

Comportamento e jogos nas práticas de consumo, este é o tema da oficina do professor Carlos Eduardo Scopinho, que tem o objetivo mostrar que a vida é um jogo e que nas práticas de comunicação social, seja em jornalismo ou relações públicas, o consumo é um fato social e cultural que acaba se tornando um jogo lúdico na vida de cada um, sem capacidade de perceber tal atitude.

fabiola
Professora Fabíola fala sobre o filme Kill Bill de Quentin Tarantino

Apresentar o cinema contemporâneo do premiado diretor Quentin Tarantino para os estudantes de comunicação, esta é a ideia central da oficina da professora Fabíola Tarapanoff . A professora apresenta aos alunos a violência, o humor e a intertextualidade que existe nos filmes do diretor, com citação de outros filmes.

Para Fabíola é importante que alunos de comunicação conheçam um pouco mais a linguagem do diretor que é atual, tanto para produção de documentários, quanto para estudantes de jornalismo que querem trabalhar com crítica de cinema.

 

[1]Aluna do sexto semestre do curso de Jornalismo e monitora da Agência Integrada de Comunicação (AICom).

[2] Professora do curso de Jornalismo. Atua na Agência Integrada de Comunicação (AICom).

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s