Semana de Publicidade e Propaganda destaca a importância das técnicas de comunicação

Por Leyce Luise

Comunicação Inteligente, tema ministrado pela professora de planejamento de Comunicação, Cássia Ferreira, é o uso de métodos que estabelecem uma conexão com o ouvinte, criando estímulos que contribuam com os objetivos desejados. O assunto foi discutido na Semana de Publicidade e Propaganda “PP Week” do FIAMFAAM – Centro Universitário, realizada entre os dias 17 e 20 de abril,

Para Cássia, o ideal é que todos os profissionais desenvolvam as múltiplas inteligências: naturalista, lógica matemática, musical, linguística, intrapessoal, interpessoal, espiritual, espacial e corporal, para que a comunicação seja eficiente, tirando as respostas e reações do “modo automático”, dialogando, e não apenas respondendo.

Segundo a professora, essa abordagem serve para que o indivíduo se desenvolva e tenha consciência de que “cada pessoa é um mapa”, por isso é necessário gerar empatia, algo também utilizado na campanha de várias marcas, que tem no rapport uma das técnicas usadas para construir confiança, na qual a comunicação verbal e corporal entra em sintonia, gerando um diálogo harmônico por meio de movimentos espelhados e escuta atenta, interpretando o ouvinte de forma correta.

Autoconhecimento

A coordenadora adjunta do curso de Publicidade e Propaganda, Tereza Imperiale, explica que “as pessoas têm dificuldades em falar o certo na hora certa, como se dirigir às pessoas sem ser agressivo”, por isso o autoconhecimento é necessário para reconhecer os seus limites e treinar essas habilidades

A estudante do 5º semestre de PP, Ana Paula, relata que a comunicação em sala também é algo complicado, pois nem sempre ela consegue se expressar, limitando-se à comunicação escrita. “Tenho que saber como desenvolver as outras competências, pois sou uma pessoa muito emotiva”, diz.

Dentro das relações profissionais e pessoais é preciso construir confiança, estabelecida com o QI (Quoeficiente de Inteligência) e o QE (Quoeficiente Emocional). “O QI ajuda você a arrumar um bom trabalho, mas é o QE que te segura no trabalho e te faz ser promovido, explica Cássia Ferreira.

Captar o mundo, a postura, tom de voz e gestos, facilitam a conexão e o diálogo, buscando uma comunicação assertiva, madura, capaz de encontrar o equilíbrio entre o passivo e o agressivo, e o agir, não apenas reagir, em situações diferentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s