Trabalho de criatividade e raça

Publicitário premiado, Moa Netto fala sobre sua carreira e a campanha Espelhos do Racismo em palestra no campus Morumbi da FIAM

Por Nicole Morihama e Cica Ananias [1]
Editado por Marcelo Salgado e Eduardo Correia [2]

No dia 25 de outubro, durante a 6ª Semana de Comunicação do FIAM-FAAM centro universitário, o campus Morumbi recebeu o publicitário Moa Netto, vice-presidente de criação da agência W3Haus. Aos 34 anos, ele já acumula em sua carreira mais de 140 prêmios, inclusive quatro Cannes Lions.

Moa apresentou aos alunos o processo de criação e desenvolvimento da campanha intitulada Espelhos do Racismo, criada em parceira com ONG Crioula. Esta campanha ganhou o prêmio Cannes Lions, na categoria Relações Públicas, neste ano.

A iniciativa surgiu quando a jornalista da Rede Globo Maria Julia Coutinho sofreu ataques racistas em seu perfil no Facebook. Moa apresentou os resultados da campanha, que indicam como o Brasil ainda seria um país extremamente racista. O publicitário também relatou que a inspiração da campanha veio de relatos de mulheres negras vítimas de racismo.

Moa Netto, em suas observações sobre as tendências vistas na França durante o festival de Cannes, alertou os estudantes e profissionais da área para o novo movimento do mercado publicitário: aproveitar os assuntos dos momentos, entender o poder de uma conversa com o público e reverter isso em conteúdo para a marca.

O publicitário também comentou sobre o posicionamento da marca em temáticas sociais. Para ele, por estarmos vivendo em uma época de intensos comportamentos e conversas, o pensamento por trás da marca expõe e gera assunto, empatia e interesse dos consumidores.

Ou seja, a marca não deve ter medo de entrar em um assunto como o case da campanha “Espelhos do racismo”, que foi um projeto idealizado pela ONG Criola durante a semana da consciência negra após a polêmica com a repórter do tempo do Jornal Nacional, da TV Globo, Maria Julia Coutinho, a Maju, que sofreu ofensas racistas na internet em julho de 2015.

A campanha consistiu em expor as mensagens compartilhadas pelos internautas em outdoors localizados próximos aos endereços dos responsáveis das publicações. A ideia era de alertar e conscientizar sobre o racismo ainda muito forte e existente no país. Ao final do projeto foi realizado também um documentário com a Bossa Nova Filmes sobre a campanha e disponibilizado na web.

O publicitário falou ainda sobre o alcance inesperado que a campanha obteve na imprensa internacional, enfatizando um problema não apenas da sociedade brasileira, como o racismo. E completa: “É necessário entregar o que a imprensa precisa e se interessa, buscando sempre novas histórias e dialogando com os assuntos atuais“.

mat004
Moa Netto, vice presidente de criação da agência W3haus
mat005
Moa Netto, vice presidente de criação da agência W3haus

Engajamento

Os assediadores acreditavam estar protegidos por um suposto anonimato da internet; porém, suas localizações foram identificadas. A partir daí, a W3Haus transformou os posts reais dos racistas em outdoors perto das casas, faculdades e locais de trabalho dos autores. O objetivo não era de vingança, já que o nome e a imagem dos autores foram preservados, mas engajar a população nesta discussão e possibilitar a reflexão sobre o assunto: existe racismo em nosso país e ele pode estar do seu lado.

Por fim, o publicitário apresentou aos presentes os três principais aprendizados da comunicação com essa campanha, que incluem:
1) aproveitar os assuntos do momento,
2) entender o que a imprensa precisa para alimentar o interesse do público e
3) pensar nas consequências aos envolvidos.

A palestra recebeu aplausos dos alunos do FIAM-FAAM, que foram contemplados com uma noite de muita troca de conhecimentos sobre comunicação e cidadania.

Confira o vídeo documentário:

 

1 -ALUNO(A) DO CURSO DE JORNALISMO DO FIAM-FAAM-CENTRO UNIVERSITÁRIO E MONITOR DA AGÊNCIA INTEGRADA DE COMUNICAÇÃO.
2 -PROFESSOR DO CURSO DE JORNALISMO DO FIAM-FAAM-CENTRO UNIVERSITÁRIO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s